As Periferias Contra O Golpe‬

As Periferias Contra O Golpe‬

“Periferias, vielas, cortiços… Você deve estar pensando o que você tem a ver com isso” Nós, moradoras e moradoras das periferias, que nunca dormimos enquanto o gigante acordava, estamos aqui pra mandar um salve bem sonoro aos fascistas: somos contra mais um golpe que está em curso e que nos atinge diretamente! Nós, que não defendemos e continuamos apontando as contradições do governo petista, que nos concedeu apenas migalhas enquanto se aliou com quem nos explora. Nós, que também nos negamos a caminhar lado a lado de quem representa a Casa Grande. Nós,…continue reading →

Filme resgata histórias do 1º movimento cultural de periferia que ousou fazer o caminho inverso

Por Roberto Maty A HISTORIA 1978. O mundo passa por várias mudanças. Na zona leste de São Paulo, região de São Miguel Paulista, dois pesquisadores iniciam um trabalho que descortina um celeiro de talentos artísticos. Nasce, naquele momento, o Movimento Popular de Arte, que acaba por trazer ao bairro artistas do quilate de Alceu Valença, Tetê Espíndola, Inezita Barroso, Tom Zé, Belchior e Walter Franco, entre outros. Não bastasse isso, o MPA também produz muito e interage com a sociedade local, mostrando ao mundo os talentos de Edvaldo Santana, Sacha Arcanjo, Raberuan, Ceciro…continue reading →
Exibição de filme em Brasília

Exibição de filme em Brasília

Por Roberto Maty Mais de dois mil jovens de todos os estados do País se encontraram a partir de 16/12/2015, em Brasília (DF) para a etapa nacional da 3ª Conferência Nacional de Juventude. Os debates servirão de subsídio para a formulação do Plano Nacional de Juventude. Dois integrantes do Lentes Periféricas embarcaram para exibição seguida de debate do filme “Doc. Cine Campinho – da Terra à Tela”, que aconteceu no dia 17/12, às 10hrs, no Estádio Mané Garrincha. Após a abertura do evento, foi promovido um grande encontro dos jovens com o ex-presidente…continue reading →

“Cartas Filmadas” vence o I Concurso Emergência Visual (Território)

Por Robeto Maty Cartas Filmadas é um projeto em que está a frente a rede de coletivos CALERU (Cine Campinho, Lentes Periféricas e Rua de Fazer) e os jovens da Associação ACLEFEU, de Clichy-sous-Bois, França. A iniciativa consiste em cruzar práticas, subjetividades, métodos e visões com o intuito de estimular a participação social e divulgar os impactos que esta tem sobre a vida destes indivíduos, além de fortalecer os coletivos de jovens dos dois lados. A troca dessas informações são realizadas por meio de registro audiovisual, esta “correspondência” em vídeo é o material…continue reading →

Oficina no IV Festival do Filme Anarquista e Punk de SP

Equipe do Coletivo Lentes Periféricas no IV Festival do Filme Anarquista e Punk de SP A quarta edição do Festival do Filme Anarquista e Punk de São Paulo, aconteceu nos dias 4, 5 e 6 de dezembro de 2015 no Tendal da Lapa, em São Paulo. A abertura na sexta foi por conta do Sarau “Sangue, Suor e Poesia Libertária, abertura de exposições fotograficas (Marina Knup, Elaine Campos, Avelino Regicida, Enver e Sonia Bischain) e de cartazes, o encerramento da 1ª noite contou com a apresentação dos parceiros do Pânico Brutal (RAP). O…continue reading →

Matéria com o coletivo Lentes Periféricas na TV Cultura

Confira a matéria com o coletivo Lentes Periféricas, que utiliza o audiovisual como ferramenta de discussão na periferia. Manos e Minas é um programa de televisão brasileiro produzido e exibido pela TV Cultura. Atualmente é apresentado por Max B.O e Anelis Assumpção. O universo do jovem da periferia e o resgate de histórias da cultura brasileira e internacional são marcas registradas do programa, que é exibido nas noites de sábado e com reprise no domingo.continue reading →

Cinema de várzea invade o centro de São Paulo

O longa metragem “Doc. Cine Campinho – da terra à tela” foi produzido pelo coletivo Lentes Periféricas – um grupo cultural formado na periferia do distrito de Lajeado com jovens da região e de outras quebradas como Jardim Brasil, Vila Ema  e Jardim Jabaquara. Durante o ano de 2014, eles reuniram depoimentos e resgataram imagens de uma das ações culturais mais importantes que aconteceu no bairro do Jardim Bandeirantes: o Cine Campinho. Divulgação Confira como foi o processo de produção do filme na fan page facebook.com/lentesperifericas Tema norteador do filme, essa ação surgiu com…continue reading →

Matéria no jornal “Voz da Leste”

Por Roberto Maty O coletivo Lentes Periféricas apresenta ao jornal Voz da Leste o filme “Doc. Cine Campinho – da terra à tela”. Agradecemos o espaço dado ao nosso trabalho e damos os parabéns pela qualidade da publicação, sempre cheia de ótimos textos e novidades do universo cultural da periferia de SP. Para acessar o jornal completo acesse o link: http://issuu.com/vozdaleste/docs/vozleste_2015_digital Post Original: https://robertomaty.wordpress.com/2016/03/23/materia-jornal-voz-da-leste/continue reading →

Hoje: Pré-estreia de “Doc. Cine Campinho – da Terra à Tela”

Por Escobar Franelas Tudo começou em conversas informais com o Pedrinho, quando trabalhávamos juntos no Programa Jovens Urbanos como educadores. Ele, sabendo que trazia na bagagem alguma experiência audiovisual, repetiu várias vezes: "Escobar, você precisa contar a história do Cine Campinho!" Eu já sabia um pouco desse enredo, tinha lido e visto reportagens falando do projeto que ele, o Renildo, o Ivan, a Mariquinha e outros tinha começado por volta de 2007, lá no Jd. Bandeirantes, pras bandas do Lajeado, em Guaianases. E o que eu não sabia, ele foi descrevendo, das primeiras…continue reading →

Lentes Periféricas – Coletivo Audiovisual

Por Roberto Maty Lentes Periféricas é um coletivo audiovisual com a proposta de registrar e divulgar histórias que acontecem à margem de uma sociedade ao centro. A união de pessoas interessadas em usar a linguagem audiovisual como instrumento de arte e crítica formou o coletivo Lentes Periféricas, do qual faço parte. O grupo é composto por moradores de diferentes bairros da cidade de São Paulo que juntos buscam contribuir com a produção audiovisual independente em diferentes regiões da cidade. A partir da parceria com outros coletivos autônomos: Cine Campinho, A Casa Amarela e…continue reading →